Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apresentador de TV crítico a Berlusconi é suspenso

'Trata-se de uma decisão disciplinar grave e sem precedentes', reagiu

“Este castigo se converterá em um castigo à audiência, aos anunciantes, à RAI”

O conhecido apresentador do programa “AnnoZero”, da rede de televisão pública italiana RAI, Michele Santoro, foi suspenso de suas funções durante 10 dias, informou a direção da emissora nesta quarta-feira. Apesar de Santoro ser muito crítico ao primeiro-ministro Silvio Berlusconi, a justificativa para a punição foi que ele teria ofendido o diretor da empresa.

A suspensão entrará em vigor na próxima segunda-feira e implica a anulação de duas edições do programa. A atração, que tem um foco político, mistura debates, reportagens, pesquisas, entrevistas e caricaturas.

Segundo a versão oficial, a medida foi tomada devido aos insultos que o apresentador dirigiu ao diretor-geral da RAI, Mauro Masi, durante o primeiro programa da temporada de outono, no final de setembro.

Censura – Contudo, a opinião generalizada nos meios de comunicação é que se trata de um castigo devido à independência do apresentador e às duras críticas contra a política do primeiro-ministro e magnata das comunicações. “Trata-se de uma decisão disciplinar grave e sem precedentes”, reagiu Santoro, anunciando que recorrerá ante todos os fóruns disponíveis.

“Este castigo se converterá em um castigo à audiência, aos anunciantes, à RAI”, acrescentou o apresentador. Santoro qualificou a suspensão como um “ataque contra a televisão” e lembrou que seu programa conta com uma boa audiência.

Berlusconi é proprietário de três redes privadas de televisão e, sendo líder do governo, controla também a emissora pública, onde nomeou amigos e colaboradores para ocupar cargos importantes.

Em várias ocasiões, o chefe de governo censurou com dureza Santoro por considerá-lo pouco imparcial. Representantes do Partido Democrático, a maior força da esquerda no país, solicitaram explicações à direção da RAI.

(Com agência France-Presse)