Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após petrolão, ‘Forbes’ varre Graça Foster da lista de mulheres mais poderosas

A ex-presidente da Petrobrás aparecia em 16º lugar em 2014, mas sequer foi mencionada neste ano. A presidente Dilma Rousseff despencou da quarta posição para a sétima

Não foi só no Brasil que a reputação de Graça Foster, ex-presidente da Petrobrás, foi para o limbo após os escândalos de corrupção na companhia. Se em 2014 Graça aparecia como a 16ª mulher mais poderosa do mundo na relação de 100 nomes divulgada anualmente pela revista Forbes, neste ano a executiva nem sequer foi mencionada no ranking. A lista, divulgada nesta terça-feira, mostrou que a presidente Dilma Rousseff também não conta mais com tanto prestígio no exterior. A mandatária caiu três posições de 2014 para cá e foi apontada como a sétima mulher mais poderosa do mundo. A Forbes cita as denúncias do petrolão e a crise econômica como os motivos para a sua queda no ranking.

Leia também

E-mails mostram que Hillary sabia de ameaças contra americanos na Líbia

Saiba qual o salário de Obama, Putin, Dilma, Merkel…

A primeira posição se manteve com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel. Quem subiu consideravelmente na relação foi Hillary Clinton, ex-secretária de Estado dos Estados Unidos e atual candidata democrata à sucessão de Barack Obama na Casa Branca. Hillary passou da sexta colocação para a vice-liderança. Confira abaixo as dez mulheres mais bem colocadas na lista da Forbes.

(Da redação)