Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após cirurgia, Papa reza por cubanos e pede paz em “momento difícil” 

Em sua primeira aparição pública em dez dias, pontífice também se solidarizou com as famílias das quase 200 vítimas das enchentes na Europa

Por Redação Atualizado em 19 jul 2021, 05h51 - Publicado em 18 jul 2021, 16h35

Em sua primeira missa no Vaticano após passar por uma cirurgia no intestino grosso, o Papa Francisco direcionou sua oração aos cubanos “nesse momento difícil” e pediu “diálogo e paz”. “Rezo ao Senhor para que ajude a construir com paz, diálogo e solidariedade uma sociedade cada vez mais justa e fraterna”, disse o pontífice neste domingo, 18, na janela do Palácio Apostólico da Praça de São Pedro.

O apelo de Francisco acontece uma semana depois de Cuba assistir seus maiores protestos em 26 anos. Milhares de pessoas ocuparam as ruas de 40 cidades protestaram contra a crise econômica e a falta de água e comida. Os manifestantes pediam liberdade e o fim da ditadura. O presidente do país, Miguel Díaz-Canel, convocou os apoiares para enfrentar o que chamou de “inimigos”.

O papa fez ainda outro apelo durante a oração do Angelus. Ele pediu que os fieis desacelerassem e aprendessem a fazer uma pausa. “Vamos parar a correria frenética ditada por nossas agendas. Vamos aprender como fazer uma pausa, desligar o celular”. O pontífice expressou também sua compaixão às quase 200 vítimas das enchentes na Europa.

Publicidade