Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Após 19 anos, Coreia do Norte vê discurso de ano novo

Em mensagem transmitida pela TV, Kim Jong-un pediu fim da tensão com Seul

Por Da Redação 1 jan 2013, 03h41

Em um raro discurso transmitido pelo rádio e televisão, o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, passou nesta terça-feira a primeira mensagem de ano novo divulgada pela Coreia do Norte em 19 anos, na qual pediu a melhora da relação entre as duas Coreias.

O jovem “comandante supremo”, que assumiu o poder em dezembro de 2011 após a morte de seu pai, Kim Jong-il, também pediu que seja dada prioridade aos temas econômicos, especialmente à agricultura e à indústria, segundo detalhou a agência sul-coreana Yonhap.

A mensagem desta terça é a primeira transmitida pela Coreia do Norte desde que o avô de Kim Jong-un, Kim Il-sung, fez o mesmo em 1994, ano de seu falecimento. A partir desse momento, o regime comunista passou a transmitir sua tradicional mensagem de ano novo através dos editoriais dos três principais jornais do país. Além disso, a Coreia do Norte ofereceu detalhes do fim de ano do ditador. De acordo com essas informações, Kim Jong-un passou a noite assistindo a uma apresentação musical junto com sua mulher, Ri Sol-ju.

Em sua mensagem, Kim lembrou o centenário do nascimento do “presidente eterno” Kim Il-sung, celebrado em abril, a morte de Kim Jong-il, no fim de 2011, e o sucesso da operação que em 12 de dezembro pôs um satélite em órbita. Por fim, também citou novos edifícios construídos no país, supostas melhorias na educação e a participação nas Olimpíadas de Londres, onde a Coreia do Norte conquistou quatro ouros e dois bronzes.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade