Clique e assine a partir de 9,90/mês

Apoiador de Trump ataca cinegrafista durante discurso sobre imigração

Presidente americano vem sendo criticado pela forma hostil como trata a imprensa e instiga seus eleitores a agredirem jornalistas

Por Da Redação - Atualizado em 30 jul 2020, 19h55 - Publicado em 12 fev 2019, 11h39

Um apoiador do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, atacou um cinegrafista da emissora britânica BBC durante comício do republicano em El Paso, no Texas, nesta segunda-feira 11.

Enquanto Trump falava sobre suas propostas de imigrações e construção de um muro na fronteira com o México, o homem empurrou e agrediu verbalmente o operador de câmera Ron Skeans. Outros jornalistas e membros da imprensa que viram a cena tiveram que intervir e retirar o agressor do local.

Skeans afirmou que o “empurrão muito forte” veio de trás, quando ele estava distraído. “Eu não sabia o que estava acontecendo”, contou à BBC.

O cinegrafista relatou ainda que o homem quase bateu contra ele e sua câmera duas vezes antes de ser arrastado por outros jornalistas. O agressor vestia um boné com o slogan da campanha de Trump, “Make America Great Again”.

Continua após a publicidade

Assim que notou o que havia acontecido, o presidente confirmou se Skeans estava bem com um gesto de positivo. Quando o operador retribuiu o gesto, Trump continuou seu discurso.

Segundo jornalistas que presenciaram o ataque, o homem pretendia agredir outros membros da imprensa também, mas Ron Skeans acabou sendo o principal alvo. Algumas testemunhas sugeriram que o manifestante estava alcoolizado.

Ataques à imprensa

Donald Trump vem sendo muito criticado pela forma agressiva como trata a imprensa e se refere aos jornalistas em seus tuítes e entrevistas. O presidente frequentemente chama reportagens críticas ao seu governo de “fake news” e os meios de comunicação de “falidos”, “fracassados”, “baixos” e “mentirosos”.

Em novembro de 2018, o repórter da CNN Jim Acosta teve sua credencial permanente de acesso à Casa Branca removida pelo Serviço Secreto depois que se envolveu em uma discussão com o republicano durante uma coletiva de imprensa. No mesmo pronunciamento, o presidente também se desentendeu com outros jornalistas e ordenou que muitos correspondentes se sentassem, usando um tom extremamente agressivo

Continua após a publicidade

Trump coleciona também episódios em que instiga seus eleitores a atacar a mídia. Em outubro do ano passado, em comício republicano em Montana, o presidente declarou que, quem agisse como o deputado republicano Greg Gianforte contra o jornalista Ben Jacobs, do jornal The Guardian, seria um dos seus. Trump elogiou Gianforte como um “cara durão”. Em maio do ano passado, ao ser questionado sobre o sistema público de saúde, o deputado republicano agrediu Jacobs aos socos.

Em agosto de 2017, em um evento em Phoenix, no Arizona, o presidente tanto criticou e insultou a imprensa que a plateia por pouco não caiu em cima dos jornalistas ali presentes. Entre eles, estavam repórteres credenciados na Casa Branca, que viajaram com o presidente de Washington ao Arizona. Trump chamou os jornalistas de “doentes” e apontou onde estava a “mídia desonesta, essas pessoas ali encima junto com as câmeras”.

Publicidade