Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Ao menos três guardas morrem na França devido a ataque e fuga de detento

Agentes penitenciários foram atacados enquanto transportavam preso em furgão na cidade de Rouen; dois ficaram feridos

Por Da Redação
14 Maio 2024, 09h51

Um ataque violento na região de Eure, no norte da França, contra um furgão que transportava um detento matou pelo menos três agentes penitenciários franceses. Os guardas foram “vítimas de tiros de espingarda”, segundo a Agência France-Presse (AFP). O preso, que estava sendo transportado entre as cidades de Rouen e Evreux, na Normandia, fugiu.

O ataque ocorreu no final da manhã desta terça-feira em um pedágio em Incarville, na região de Eure. Anteriormente, o ministro da Justiça, Eric Dupond-Moretti, mencionou “dois agentes falecidos” e três “gravemente feridos”, antes de iniciar tratativas com a unidade de crise da pasta. Mas uma fonte policial disse à AFP que três agentes foram mortos, “vítimas de tiros de espingarda”.

Ainda segundo a AFP, o ataque ao furgão da prisão envolveu outro carro que se chocou contra o transporte penitenciário. Uma fonte policial disse à agência de notícias francesa que o ato teria sido perpetrado por um comando de vários criminosos – cujo número é desconhecido – que utilizaram dois veículos. Um desses veículos foi encontrado pouco depois do ataque, “carbonizado”, em local não especificado. A AFP reportou ainda que os criminosos envolvidos fugiram, e que um deles ficou ferido.

Reação das autoridades

O Ministro do Interior francês, Gérald Darmanin, anunciou no X, antigo Twitter, que lançou o plano “Epervier” para lidar com a situação, geralmente usado pela polícia em casos de sequestro ou fuga de presos.

“Todos os meios estão sendo usados ​​para encontrar esses criminosos. Seguindo minhas instruções, várias centenas de policiais e gendarmes (espécie de polícia militar) foram mobilizados”, continuou ele.

Continua após a publicidade

O presidente da França, Emmanuel Macron, escreveu no X que o ataque “foi um choque”,  e que as autoridades estão fazendo “de tudo para encontrar os autores deste crime”. “Seremos intransigentes”, disse ele.

Continua após a publicidade

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.