Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ao menos doze morrem em conflitos no fim de semana

Cem manifestantes que pediam reformas estão feridos

Por Da Redação 27 mar 2011, 11h16

Pelo menos doze pessoas morreram nos últimos dois dias na cidade síria de Latakia, segundo “fontes responsáveis” não identificadas, citadas pela agência oficial de notícias síria Sana. A agência de notícias oficial explicou que entre as vítimas há policiais civis e “homens armados”, que, com outros desconhecidos, atiraram contra a população em diferentes bairros de Latakia.

No sábado, várias testemunhas informaram que, pelo menos, quatro pessoas tinham morrido nesta cidade mediterrânea e que mais de cem ficaram feridas durante uma manifestação em favor de reformas políticas. Segundo garantiram à Agência EFE fontes oficiais que preferiram se manter no anonimato, o Exército ocupou a cidade e mantém o controle da situação.

A agência Sana acrescentou que cerca de cem pessoas, em sua maioria agentes de segurança, ficaram feridas e que “os homens armados” atacaram edifícios e propriedades públicas e particulares, assim como shoppings, um hospital e várias ambulâncias, cujos ocupantes foram agredidos. Testemunhas asseguraram no sábado que a sede do partido governante foi queimada por manifestantes.

Além disso, a agência acrescenta que a população de Latakia colaborou com as forças de segurança informando sobre o lugar onde se encontravam os supostos “homens armados”. Por outra parte, testemunhas informaram à EFE que a situação na cidade meridional de Daraa, cenário de várias manifestações, é calma. Desde meados deste mês, pelo menos 70 pessoas morreram em diferentes protestos que explodiram em várias localidades do norte e no sul do país.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade