Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ao menos 110 pessoas morreram de frio na Rússia desde o início do ano

Por Da Redação 8 fev 2012, 13h51

Moscou, 8 fev (EFE).- Ao menos 110 adultos morreram na Rússia desde o início do ano devido às baixas temperaturas, segundo estimativas do Ministério da Saúde russo divulgadas nesta quarta-feira, enquanto uma nova massa de ar frio espreita a parte europeia do país.

O número de vítimas não inclui menores de idade, acrescentou um porta-voz do ministério citado por meios de comunicação russos.

O Serviço Meteorológico da Rússia (SMR) informou nesta quarta que uma nova onda de frio polar procedente da Sibéria e Ásia Central com temperaturas de mais de 30 graus negativos avança em direção ao centro da Rússia.

As temperaturas cairão a partir da quinta em Moscou, nas regiões vizinhas e também no Cáucaso Norte, segundo informam as agências locais.

Na capital russa espera-se que no final de semana os termômetros marquem temperaturas de até 24 graus abaixo de zero durante a noite, enquanto na região de Moscou as mínimas podem chegar aos 32 graus negativos.

‘Essa temperatura é de 10 a 12 graus inferior ao comum. Apesar de tudo, não são esperadas mínimas históricas de até 36 graus abaixo de zero’, informou o SMR em comunicado.

Na região central de Volgogrado, antiga Stalingrado, espera-se que as temperaturas caiam no fim de semana para até 35 graus negativos.

Enquanto isso, na região de Astrakhan, onde o rio Volga desemboca no Mar Cáspio, as baixas temperaturas estabeleceram um novo recorde histórico que datava de 1954, ao atingirem os 33,8 abaixo de zero. EFE

io/mm

Continua após a publicidade
Publicidade