Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Annan condena nova matança na Síria

Por Timothy A. Clary 7 jun 2012, 12h43

O enviado da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Kofi Annan, expressou seu horror e condenou o novo massacre registrado neste país, pedindo novamente uma ação internacional para pôr fim à violência.

Annan falou nate a Assembleia Geral da ONU depois de receber um informe sobre dezenas de mortos na cidade síria de Al-Kubeir.

A audiência na ONU foi dominada por relatórios sobre o massacre de ao menos cem pessoas, incluindo mulheres e crianças, ocorrido na quarta-feira na região de Hama, no centro da Síria, segundo indicou o Conselho Nacional Sírio (CNS), principal coalizão opositora.

Consultado pela AFP, o diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahman, confirmou o “massacre”, mas citou 87 mortos. “O certo é que dezenas de pessoas morreram, incluindo mulheres e crianças”.

Segundo Rahman, o massacre ocorreu após bombardeios contra duas aldeias onde milicianos penetraram em seguida, matando os moradores a tiros e com armas brancas.

No dia 25 de maio, pelo menos 108 pessoas, incluindo cinquenta crianças, morreram em um massacre em Houla, na província de Homs (centro).

Continua após a publicidade
Publicidade