Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Anistia Internacional pede à Sérvia prisão de Goran Hadzic

Pedido ocorre após a captura de Ratko Mladic, elogiada pela AI. Contudo, ONG lembra que o outro homem procurado por crimes de guerra na Bósnia está solto

Após a prisão do general Ratko Mladi pela polícia sérvia, a Anistia Internacional (AI) pressionou as autoridades de Belgrado a capturar também o ex-general Goran Hadzic. Ele foi acusado em 2004 pelo Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPII) de crimes de guerra e contra a humanidade. Hadzic também foi indiciado por expulsão da população croata da região de Krajina, assassinatos, perseguições e tratamento desumano. Todos os crimes foram cometidos de 1991 a 1993. Atualmente, acredita-se que Hadzic está em liberdade na Sérvia ou na Bósnia-Herzegovina. O pedido da AI ocorreu logo após a prisão de Mladic, sobre a qual a entidade expressou satisfação. “Demorou mais de 15 anos, mas finalmente as pessoas que sofreram têm a esperança de que responderá diante dos tribunais”, declarou Widney Brown, diretora de Lei Internacional da organização. A plena cooperação da Sérvia com o TPII, que significa a captura e entrega de Hadzic e Mladic, é uma das condições para uma futura entrada do país na União Europeia. (Com agência EFE)