Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Americanos deixam suas casas na Bacia de Atchafalaya por perigo de inundação

Eclusas do canal Morganza foram abertas para desviar as águas do rio Mississipi

Por Da Redação 16 Maio 2011, 18h02

Milhares de pessoas estão deixando suas casas desde domingo na Bacia de Atchafalaya, localizada no estado de Louisiana, depois que o Exército americano abriu pela primeira vez em quatro décadas as eclusas do canal Morganza para desviar as águas do rio Mississipi para o rio Atchafalaya, inundando zonas rurais de Louisiana.

Cerca de 2.000 pessoas devem evacuar suas casas nos próximos dias, já que o rio Atchafalaya vai receber cerca de 3.500 litros de água do rio Mississippi por segundo, colocando em risco 28.000 moradores da região.

Somente na cidade de Krotz, em Louisiana, 750 moradores terão de deixar suas casas. “Nós acabamos de nos mudar para cá, e agora estamos no processo de tirar tudo daqui. Eu não tenho escolha, se eu não sair, vou perder tudo”, disse Jake Nolan à rede americana CNN, contando que ele, sua mulher e seus três filhos se mudaram para o local há dois meses.

Tragédia anunciada – Devido a tempestades e o derretimento de neve nas Montanhas Rochosas, o rio Mississipi alcançou o fluxo de 42.500 metros cúbicos por segundo em Red River Launching, próximo a Baton Rouge, o que motivou a abertura das eclusas de Morganza. O plano é inundar áreas no interior do estado de Louisiana para poupar as cidades de Baton Rouge e New Orleans de uma possível catástrofe provocada por enchentes.

No domingo, as águas da cidade de Vicksburg, no Mississippi, alcançaram o nível recorde de 17 metros, acima do estágio de inundação, que é de 13 metros. No sul e no centro-oeste do estado, as enchentes já cobriram cerca de 12.000 km² de áreas rurais, destruindo plantações de milho, trigo, arroz e algodão.

Continua após a publicidade

Publicidade