Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alta comissária da ONU pede julgamento justo para filho de Kadafi

Genebra, 21 nov (EFE).- A Alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Navi Pillay, comemorou nesta segunda-feira a captura de Saif al-Islam, filho de Muammar Kadafi, e do ex-chefe dos serviços de inteligência da Líbia, Abdullah al-Senusi, mas ressaltou que os dois devem ser presos em condições humanas e julgados de maneira justa.

Após o início dos conflitos no país árabe, al-Islam se tornou o porta-voz do regime de Kadafi. Ele foi preso há dois dias no sul da Líbia.

‘A detenção do filho de Muammar Kadafi e do antigo diretor de Inteligência Militar tem um enorme significado para o futuro da justiça líbia’, disse Navi em comunicado.

A funcionária disse ainda que aplaude a promessa do primeiro-ministro líbio, que garantiu que al-Islam será tratado de acordo com os padrões internacionais.

Navi afirmou que o povo da Líbia deve buscar reparações às violações aos direitos humanos cometidas durante as quatro décadas de ditadura de Kadafi.

A comissária afirmou que o governo de transição deve colaborar com o Tribunal Penal Internacional (TPI), que acusa os dois presos de crimes contra a humanidade, para garantir que todos os culpados sejam punidos. EFE