Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Alemanha suspende gasoduto e aumenta tensão com Putin

Preço do gás natural aumentou 9% na Europa com incerteza de quando a empresa começará a operar

Por Da Redação Atualizado em 16 nov 2021, 16h50 - Publicado em 16 nov 2021, 16h41

A Alemanha bloqueou nesta terça-feira (16) a permissão para que o gás da Rússia circule na Europa através do longo gasoduto Nord Stream 2.

A medida aumenta a tensão entre a Europa e o presidente russo Vladmir Putin, além de impulsionar os preços do combustível.  Somente nesta terça, o valor do gás disparou 9% no continente.

O Nord Stream 2 é um enorme gasoduto para transporte de gás natural que bombeia gás do Mar Báltico diretamente para a Europa.

Ele pertence à Gazprom, estatal russa de exploração de petróleo e gás, e foi construindo com financiamento de empresas da Europa.

A obra foi concluída no começo deste ano, mas ainda não está operando.

O novo gasoduto promete bombear o dobro de gás que o Nord Stream 1, que tem capacidade para transportar 55 bilhões de metros cúbicos, e tornar a Alemanha um centro de distribuição de gás natural.

O órgão regulador alemão informou em comunicado que o processo de certificação foi interrompido porque a operadora do oleoduto com sede na Suíça precisava formar uma empresa de acordo com a lei alemã.

“Após um exame minucioso da documentação, concluímos que só seria possível certificar um operador do gasoduto Nord Stream 2 se ele for organizado em uma forma legal sob a lei alemã”, disse o regulador.

No mês passado, o presidente russo, Vladimir Putin, disse que seu país poderia ajudar a aliviar a crise no fornecimento de gás natural na Europa, uma vez que os reguladores alemães deram luz verde para que o gás começasse a fluir legalmente através do Nord Stream 2.

Continua após a publicidade

Publicidade