Clique e assine a partir de 9,90/mês

Alemanha: Adolescente que chorou em conversa com Merkel ficará no país

Garota refugiada de origem libanesa espera regularização da situação da família na Alemanha

Por Da Redação - 17 jul 2015, 19h38

A adolescente palestina que chorou em debate com a chanceler alemã Angela Merkel poderá permanecer na Alemanha, disseram autoridades do país nesta sexta-feira.

Leia também

Além de Merkel, EUA espionaram ministérios alemães e o BCE

De ‘Titanic’ a ‘Game of Thrones’: foto de Merkel e Obama vira meme

Continua após a publicidade

A estudante, chamada pela imprensa local de Reem, mora há quatro anos na Alemanha com sua família libanesa. Eles saíram de um campo de refugiados do Líbano e esperam a regularização da situação para obter trabalho regular e se estabelecer no país. Durante o debate com Merkel em uma escola de Rostock, no norte da Alemanha, a garota contou sua história e, após ouvir uma resposta sincera da chanceler – “a Alemanha não pode receber todas as pessoas procedentes desses campos e alguns terão que retornar” -, não conseguiu conter o choro.

“Não conheço a situação dessa garota, mas ela fala alemão com fluência e claramente viveu aqui por muito tempo”, disse o ministro da Integração, Aydan Ozoguz ao site da revista Spiegel. “Foi por isso que mudamos a lei, para que jovens integrados possam obter autorização de residência no país”.

O prefeito de Rostock informou que não pretende expulsar Reem e sua família da cidade.

(Da redação)

Publicidade