Clique e assine a partir de 8,90/mês

Alba aprova plano especial de ajuda ao Haiti

Por Da Redação - 5 fev 2012, 02h56

Caracas, 4 fev (EFE).- Os presidentes dos países-membros da Aliança Bolivariana para os povos da América (Alba) aprovaram neste sábado um plano especial de ajuda ao Haiti, com a saúde e a educação como prioridades, e fixaram uma reunião de chanceleres para abordar o tema nos próximos dias 2 e 3 de março na cidade haitiana de Jacmel.

O plano de cooperação e desenvolvimento denominado Alba-Haiti situa o povo e o Governo haitianos como ‘protagonistas’ e procura atender especialmente matérias como saúde, educação, energia, produção agroalimentar e infraestruturas, disse o chanceler cubano, Bruno Rodríguez.

Reforçando as ações que a Alba decidiu empreender em 25 de janeiro de 2010, após o grave terremoto que castigou a ilha, este plano especial também expressa a importância que a comunidade internacional faça ‘uma contribuição urgente, substancial e desinteressada ao povo haitiano’.

O presidente haitiano, Michel Martelly, que participou como ‘convidado especial permanente’ da 11ª cúpula da Alba em Caracas, agradeceu a ajuda dos países deste mecanismo regional e disse que ‘com seu apoio, se pode combater os altos índices de pobreza do país’.

Por outro lado, mostrou o ‘ânimo’ com o qual o Governo haitiano encara a reunião de chanceleres de março na cidade de Jacmel, que querem transformar em polo de turismo.

Martelly lembrou que o Haiti está em uma situação ‘muito difícil’ porque 70% do orçamento nacional é financiado pela comunidade internacional, há um desemprego de 50% e uma grande percentagem de haitianos vivem com menos de um dólar por dia. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade