Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Alarmes estavam desligados e saídas bloqueadas durante incêndio na Sibéria

Inúmeros erros humanos podem ser responsáveis por morte de 64 pessoas, a maioria crianças, e até 200 animais

Por Da redação Atualizado em 26 mar 2018, 20h27 - Publicado em 26 mar 2018, 18h14

Investigações mostraram que as saídas do cinema do shopping onde um incêndio vitimou 64 pessoas, a maioria delas crianças, na Rússia, possuíam sérias violações e estavam bloqueadas na hora do incidente. Testemunhas também disseram que não houve alarme de aviso. As chamas atingiram o Winter Cherry, complexo comercial da cidade de Kemerovo, na Sibéria no domingo.

Pelo Facebook, o político local, Anton Gorelkin, afirmou que “as saídas de emergência foram fechadas, transformando o complexo em uma armadilha” e que “não houve evacuação organizada”. Ele ainda acrescentou que um extintor de incêndio que poderia ter ajudado não funcionou no momento. Diversos corpos foram encontrados no interior do cinema.

O comitê que investiga as causas das chamas disse que um técnico de segurança desligou o sistema de alarme quando o incêndio começou. Dois funcionários responsáveis pela segurança, juntamente com o diretor técnico do shopping e o gerente da loja onde o incêndio começou foram detidos para interrogatório.

Testemunhas ouvidas pelo canal RBC News confirmaram que não ouviram alarme. Uma delas afirmou que só soube das chamas porque “uma mulher irrompeu no cinema durante o filme e gritou ‘Fogo! Fogo!’, E nós começamos a fugir”. Outras disseram que só foram avisadas por outras pessoas que estavam fugindo.

As chamas começaram por volta das 17h00 de domingo (horário local) nos andares superiores do edifício, onde ficavam um cinema e uma área de recreação infantil. Este é um dos incêndios mais letais no país desde o colapso da União Soviética. Segundo a imprensa russa, parte do teto do shopping desabou, o que dificultou os resgates.

Continua após a publicidade

Segundo o vice-governador da região, Vladímir Chernov, o incêndio provavelmente começou no complexo infantil. “A suspeita preliminar é que uma criança com um isqueiro tenha incendiado a espuma do local”, afirmou. A emissora russa Rossiya 24 TV, contudo, afirmou que uma falha elétrica é a causa mais provável do fogo.

Nesta manhã, os moradores de Kemerovo levaram flores, velas e animais empalhados para uma praça perto do shopping. Hospitais próximos informaram que há uma grande quantidade de pessoas no local esperando para doar sangue às vítimas.

Até o momento, apenas 6 dos 64 corpos ainda não foram resgatados, e 17 foram identificados, segundo o ministro de Situações de Emergência, Vladimir Puchkov, que não especificou quantas crianças estão entre as vítimas. A imprensa local, no entanto, informa que são 41 crianças.

Doze pessoas estão internadas. A ministra da Saúde, Veronika Skvortsova, disse que o paciente em pior condição é um garoto de 11 anos que pulou da janela do quarto andar do shopping. Os pais e a irmã mais nova dele morreram no incêndio, informou Veronika.

Acredita-se que cerca de 200 animais tenham morrido no pequeno zoológico que o shopping abriga. O diretor do local afirmou que, entre eles, havia coelhos, tartarugas, porcos, cabras e roedores.

O governo local anunciou três dias de luto.

(Com Agência Estado, AFP e Reuters)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês