Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alarme falso de tiroteio provoca pânico no aeroporto JFK, nos EUA

Dois terminais do principal aeroporto de Nova York foram evacuados, após denúncias de tiros na área de embarque

Relatos infundados de um tiroteio no aeroporto internacional John F. Kennedy, em Nova York, provocaram cenas de pânico, evacuações em massa e grandes atrasos na noite de domingo. A polícia recebeu um alerta sobre tiros na região de embarque às 21h30 de domingo (horário local, 22h30 no horário de Brasília) e chegou a evacuar dois terminais, além de ordenar o desvio de diversos voos.

Centenas de centenas de passageiros ficaram presos por horas no aeroporto, até que o local foi liberado por volta da meia-noite e meia (01h30 de Brasília), quando as autoridades informaram que se tratou de um alarme falso. “Nenhuma arma de fogo, cápsulas de balas ou marcas de tiros foram encontrados”, disse Joe Pentangelo, porta-voz do Departamento de Polícia de Nova York.

Leia também:
Governador convoca Guarda Nacional após protestos em Milwaukee
Um dos líderes do EI foi morto em ataque com drone, diz EUA
Turbulência em voo nos EUA deixa 24 pessoas feridas

De acordo com testemunhas, as pessoas foram instruídas a ficarem no chão e a se esconderem atrás de qualquer coisa que encontrassem, disse um passageiro que descreveu os momentos de pânico como um “hospício”. Segundo a rede CNN, dezenas de malas e bolsas foram deixadas para trás, quando passageiros começaram a correr para se esconderem ou tentarem deixar o aeroporto.

A Polícia de Nova York informou que não houve feridos e que ainda não está claro o que levou ao susto no JFK. Oficiais de polícia não-identificados informaram à rede CNN que há a possibilidade de que a denúncia tenha sido um trote e que, à medida que o boato se espalhou, os passageiros acabaram entrando em pânico.

(Com AFP e Estadão Conteúdo)