Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alabama: criança é resgatada com vida após 7 dias de sequestro

Garoto de 5 anos foi sequestrado na última terça-feira depois que Jimmy Lee Dykes, de 65 anos, invadiu um ônibus escolar e matou o motorista

A polícia americana anunciou nesta segunda-feira o fim do sequestro de um garoto de cinco anos feito refém na última terça, no estado do Alabama, e a morte do sequestrador, identificado como Jimmy Lee Dykes. A criança, que completará 6 anos nesta quarta, foi resgatada com vida.

Steve Richardson, agente do FBI (polícia federal americana) responsável pelo acompanhamento do caso, disse a jornalistas que as negociações com o sequestrador “se deterioraram” ao longo das últimas 24 horas e que Dykes foi visto com uma arma, o que colocava a vítima em perigo iminente. Segundo ele, às 15h12 locais (19h12 de Brasília), agentes entraram no esconderijo e resgataram o refém com segurança – ele não explicou como o sequestrador morreu, mas disse que o garoto Ethan aparentava estar sem ferimentos. O garoto, segundo autoridades, sofre de síndrome de Asperger (tipo de autismo caracterizado pela alta inteligência e dificuldade de sociabilidade de seus portadores) e déficit de atenção.

O governador do Alabama, Robert Bentley, divulgou comunicado dizendo estar “muito feliz que esse pequeno garoto agora pode se reunir com sua família e amigos”. “Continuaremos com as nossas orações para que o menino e sua família possam se recuperar do trauma dos últimos dias”. Ele também fez uma homenagem ao motorista do ônibus escolar, dizendo que “todos nós fomos inspirados por sua coragem e bravura”.

Jimmy Lee Dykes Jimmy Lee Dykes

Jimmy Lee Dykes (/)

O sequestro – Dykes invadiu um ônibus escolar em Midland City, no condado de Dale, e exigiu que o motorista lhe desse duas crianças. O motorista, Charles Albert Poland Jr, se recusou a atender a ordem e bloqueou a passagem, o que possibilitou que pelo menos 21 alunos fugissem pela porta de emergência no fundo do veículo. O sequestrador então matou o motorista e sequestrou Ethan. O menino foi levado para um esconderijo subterrâneo que ele tinha construído.

As autoridades não deram detalhes sobre a negociação durante os últimos dias. Há informações de que a comunicação era feita por meio de um tubo de PVC. O porta-voz do FBI Paul Bresson disse que o sequestrador concordou em receber comida, medicamentos e alguns outros itens destinados ao garoto, incluindo um carrinho de brinquedo. O sequestrador disse aos policiais que tinha cobertores e um aquecedor no esconderido – que contaria com energia elétrica.

Ainda não se sabe se o sequestrador fez alguma exigência durante o período em que ficou com o garoto. Também não foram divulgados detalhes sobre o que teria levado Dykes a cometer o sequestro. Vizinhos o descreveram como um homem violento, que havia matado um cachorro a pauladas e costumava patrulhar as ruas do bairro com uma lanterna e uma arma.

O homem de 65 anos foi militar de 1964 a 1969. Neste período, ele trabalhou na área de manutenção e serviu em unidades na Califórnia e em Atsugi, no Japão, segundo informou a rede CNN.