Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Al Qaeda no Iêmen diz ter assassinado oficial dos EUA

Sana, 2 mar (EFE).- A rede terrorista Al Qaeda na Península Arábica, braço do grupo no Iêmen, indicou ter assassinou um suposto oficial dos serviços de inteligência dos Estados Unidos em um ataque contra o carro do americano no litoral sul do país.

Um suposto porta-voz do grupo jihadista, citado pelo jornal online ‘Aden al-Ghad’, disse que o ataque ocorreu nesta quinta-feira, quando o suposto agente dirigia seu veículo por uma estrada na área de Al Mansoura, na cidade de Áden, a maior do sul do país.

‘Os ‘mujahedin’ (guerreiros santos) mataram o oficial dos serviços secretos americanos ontem, quinta-feira, quando ele se encontrava em Áden, e após tê-lo vigiado e confirmado que colabora com o governo em Sana na luta contra o terrorismo’, afirmou o porta-voz.

Contatados pela Agência Efe, membros do governo iemenita rejeitaram nesta sexta-feira confirmar a informação, enquanto a embaixada americana em Sana também guardou silêncio sobre o fato.

Na quarta-feira passada, a Al Qaeda na Península Arábica assumiu a autoria do atentado suicida contra o Palácio Presidencial da cidade de Al Mukalla, que no dia 25 de fevereiro causou a morte de 21 pessoas no sudeste do Iêmen.

A atividade da organização terrorista e de seus grupos parceiros se recrudesceu desde que eclodiu, há mais de um ano, a revolta contra o regime do ex-presidente Ali Abdullah Saleh, cuja saída definitiva do poder ocorreu nesta semana com a posse do anterior vice-presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi. EFE