Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

AIEA: Coreia do Norte faz avanço ‘significativo’ em reator

Relatório aponta, no entanto, que, 'sem acesso aos locais, a agência é incapaz de oferecer uma avaliação técnica do propósito dessas atividades'

A Agência Internacional de Energia Nuclear (AIEA) divulgou, por meio de um relatório publicado nesta quinta-feira, que a Coreia do Norte fez avanços considerados significativos durante o último ano na construção de um reator de água-leve – um reator térmico, o tipo mais comum de reator nuclear – que oficialmente tem propósitos civis, mas poderia produzir plutônio, substância que pode ser usada para fins bélicos, permitindo ao país ampliar a produção de material para armas atômicas.

Leiam também: Coreia do Norte pode aumentar arsenal nuclear, diz estudo

O relatório anual aponta, no entanto, que, “sem acesso aos locais, a agência é incapaz de oferecer uma avaliação técnica do propósito dessas atividades ou se material nuclear está sendo usado”. Citando imagens de satélites, a agência também destacou que “certas movimentações” foram observadas em locais onde o regime, que mantém mistério sobre diversas de suas atividades, teria realizado testes nucleares em 2006 e 2009.

Histórico – O governo da Coreia do Norte, que defende sua necessidade de material nuclear para produzir eletricidade, já se gabou da sua capacidade nuclear e promove um intercâmbio de tecnologia atômica com Síria, Líbia e provavelmente Mianmar e Paquistão.

O país se tornou, em 2003, o primeiro a abandonar o Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP), e desde então o regime comunista impede a AIEA de ter acesso às suas instalações atômicas. Acredita-se que o governo de Pyongyang esteja preparando seu terceiro teste de armas nucleares.

Saiba mais: Coreia do Norte se proclama ‘estado nuclear’

(Com Agência Reuters)