Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

AI pede prisão de George W. Bush durante sua visita à África

Londres, 1 dez (EFE).- A Anistia Internacional (AI) pediu nesta quinta-feira aos governos de Etiópia, Tanzânia e Zâmbia que prendam o ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush, durante sua passagem por estes países, ‘por seu envolvimento em torturas’.

Bush desembarcou hoje na capital tanzaniana, Dar-es-Salam, onde visitará projetos de ajuda humanitária vinculados à luta contra a Aids financiados pela ONG USAID e por sua própria fundação. Amanhã, o ex-governante viajará para Zâmbia, e depois à Etiópia.

Como já havia feito durante a viagem de Bush ao Canadá em outubro, a AI alegou que o ex-presidente americano é culpado por ‘crimes sob a lei internacional’, o que representa que ‘não há refúgio para os responsáveis por torturas’.

Antes da visita de Bush a Ottawa, a AI enviou ao governo canadense, em 21 de setembro, um memorando no qual detalhava a suposta responsabilidade legal de Bush em violações aos direitos humanos cometidas entre 2002 e 2009 como parte do programa de detenções secretas da CIA.

Entre as provas alegadas pela ONG está a admissão de Bush de ter autorizado o sufocamento simulado e outras ‘técnicas melhoradas de interrogatório’. EFE