Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ahmadinejad espera retomar relações com Egito no governo Mursi

Teerã, 25 jun (EFE).- O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, manifestou nesta segunda-feira seu desejo de retomar as relações diplomáticas entre Irã e Egito, rompidas há mais de três décadas, após a eleição do fundamentalista islâmico Mohammed Mursi como presidente desse país.

Em uma mensagem de felicitação ao novo presidente egípcio, Ahmadinejad destacou a esperança de conseguir ‘uma maior expansão das relações bilaterais e a consolidação da amizade entre as duas nações’.

O governante iraniano também desejou a Mursi ‘prosperidade e êxito’ em seu trabalho de ‘melhorar a situação da nação egípcia’.

Após sua proclamação como presidente eleito, Mursi manifestou neste domingo sua intenção de retomar as relações com a República Islâmica do Irã, rompidas devido ao acordo de paz de Camp David entre Cairo e Tel Aviv, assinado em 1979.

O regime teocrático de Teerã, que reprimiu com violência os protestos contra as fraudes nas eleições presidenciais iranianas de 2009, apoiou as manifestações e as revoluções da ‘primavera árabe’ na Tunísia, Egito, Líbia, Iêmen, Bahrein, Jordânia e Arábia Saudita.

No entanto, a República Islâmica do Irã respalda com firmeza o regime sírio do presidente Bashar al Assad, seu principal aliado árabe. EFE