Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ahmadinejad encerra no Equador sua viagem à América Latina

Por Da Redação - 13 jan 2012, 17h50

Quito, 13 jan (EFE).- O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, deixou nesta sexta-feira o Equador, último país que visitou em sua viagem latino-americana, na qual também passou por Venezuela, Nicarágua e Cuba.

Acompanhado do chanceler do Equador, Ricardo Patiño, Ahmadinejad saiu da base aérea de Quito antes do meio-dia com destino à cidade litorânea de Guayaquil, de onde partiu às 17h15 (de Brasília) com destino a Teerã, segundo informou à Agência Efe uma fonte da Chancelaria equatoriana.

Dessa maneira finalizou sua quinta viagem pela América Latina e sua segunda visita ao Equador, onde assistiu à posse do presidente, Rafael Correa.

Em Quito, o líder iraniano defendeu o caráter pacífico do programa nuclear de seu país.

‘Todos sabem que o Irã não está tentando fabricar bombas atômicas’, disse ontem Ahmadinejad em entrevista coletiva ao lado do presidente do Equador, Rafael Correa.

Estados Unidos e Europa suspeitam que o programa nuclear iraniano persegue fins militares e, para impedir o Irã de seguir adiante, têm em mente novas sanções.

Correa se alinhou com seu convidado ao ressaltar que o Irã sempre manteve postura pacífica em seu programa atômico e afirmou que ‘confiamos o Governo do Irã’.

O líder equatoriano pôs em dúvida os relatórios da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) porque, segundo ele, se baseiam em informações ‘dos serviços secretos dos países que sempre tentaram isolar e pressionar o Irã’, e pediu mudança nos ‘métodos’ de investigação da entidade.

‘O Irã pode contar com o total respaldo e apoio do Equador para que se saiba a verdade’, reforçou Correa. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade