Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

África Ocidental quer governo de união nacional no Mali em julho

Seis chefes de Estado da África Ocidental pediram neste sábado a instauração antes do dia 31 de julho de um “governo de união nacional” no Mali e que o Tribunal Penal Internacional (CPI) persiga os criminosos de guerra no norte do país.

Todos eles instam as forças do Mali, “inclusive a classe política e a sociedade civil”, a realizar “consultas e formular propostas ao presidente interino da República para a formação, antes do 31 de julho, de um governo de união nacional encarregado de encontrar um roteiro para a saída da crise”, segundo comunicado no final de uma cúpula em Ouagadougou.

Os chefes também pedem à CPI que realize “as investigações oportunas para a identificação dos autores de crimes de guerra e abra os procedimentos necessários contra eles”.

Eles fizeram “um apelo urgente a todos os lados envolvidos na crise do Mali para o encerramento total das hostilidades antes do começo do mês de Ramadã”, ou seja, daqui a 15 dias.

O norte do Mali está ocupado há mais de três meses por grupos armados, sobretudo islamitas.