Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Afeganistão tem corrida bancária em primeiro dia útil sob o Talibã

Instituições financeiras estão fechadas desde a tomada de Cabul, no último dia 15

Por Ernesto Neves Atualizado em 25 ago 2021, 15h30 - Publicado em 25 ago 2021, 15h15

Depois de mais de uma semana de feriado forçado, os bancos do Afeganistão reabriram nesta quarta-feira (25), provocando uma corrida de correntistas.

As instituições financeiras de Cabul estão fechadas desde 15 de agosto, quando o ex-presidente Ashraf Ghani fugiu do país e aconteceu a chegada do Talibã à capital.

Tanto os bancos quanto o comércio ficaram fechados devido o temor de saques e conflitos de rua. Com o passar dos dias, porém, houve uma nova tentativa de reabrir os bancos.

A medida acabou sendo interrompida após o governo dos Estados Unidos cortar o acesso do Banco Central afegão a uma quantia estimada em 7 bilhões de dólares.

O Fundo Monetário Internacional também cortou o acesso do país a 460 milhões de dólares em fundos alocados no exterior. 

Esses cortes acabaram por estrangular o já precário sistema financeiro do país. Para piorar, milhares de afegãos retiraram suas reservas dos bancos nas semanas que antecederam a chegada do Talibã.

O Talibã tem agido com lentidão na reabertura do governo e da economia. O grupo, porém, afirma que o Ministério das Finanças garantiria os pagamentos de todos os funcionários públicos afegãos.

Afegãos aguardam abertura de banco no centro de Cabul nesta quarta-feira (25)
Afegãos aguardam abertura de banco no centro de Cabul nesta quarta-feira (25) Getty/Getty Images

  • Continua após a publicidade
    Publicidade