Clique e assine a partir de 9,90/mês

Afeganistão e Alemanha dão 1º passo para retorno de milhares de refugiados

Ambos os países estão negociando um acordo para facilitar o retorno dos refugiados que desejam voltar

Por Da Redação - 24 fev 2016, 15h48

Um grupo de 125 refugiados afegãos chegou nesta quarta-feira a Cabul vindos da Alemanha. A iniciativa foi qualificada por Berlim como “o primeiro passo” para o retorno voluntário de milhares de afegãos, depois de 150.000 solicitarem asilo ano passado na Alemanha. Os imigrantes, alguns deles crianças, aterrissaram na capital afegã após decidirem voluntariamente retornar, informou o Ministério de Repatriação e Refugiados do Afeganistão em comunicado.

A embaixada da Alemanha em Cabul afirmou em nota que os retornados “se deram conta de que seu futuro está no Afeganistão, após uma difícil viagem à Alemanha pelas mãos de traficantes” de pessoas. A Alemanha e o Afeganistão estão negociando um acordo para facilitar o retorno dos refugiados que desejam voltar.

Leia também

“A França nunca disse: ‘Venham para cá'”, diz premiê, sobre refugiados

Continua após a publicidade

Terra de emigrantes, Portugal vê com bons olhos chegada de refugiados

O grupo chegou em um voo fretado pago pelo governo alemão, que concedeu “uma pequena ajuda de reintegração”, dada em parceria com a Organização Internacional de Imigração, segundo a nota. No início do mês, o governo afegão, após visita do ministro de Interior da Alemanha Thomas de Maizière a Cabul, declarou que não admitirá um acordo com a Alemanha que ajude a deportação, mas só o retorno voluntário com ajuda alemã.

A Alemanha recebeu cerca de 150.000 dos 250.000 afegãos que em 2015 solicitaram asilo em 44 países. Com uma população de 32 milhões de habitantes, o governo afegão calcula que seis milhões de afegãos são refugiados ou solicitantes de asilo em 74 países, enquanto outros seis milhões retornaram ao país desde 2002.

(Da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade