Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Afeganistão: Ataque talibã deixa quinze mortos, incluindo um governador

Governador de distrito, policiais e membros da inteligência morreram em ataque à sede do governo de Khwaja Omari durante a madrugada

Ao menos quinze pessoas morreram, incluindo um governador de distrito e policiais, em um ataque reivindicado pelos talibãs contra a sede do governo de Khwaja Omari, na província de Ghazni, sudeste do Afeganistão. O ataque durou mais de três horas.

Aref Noori, governador da província, disse que os talibãs iniciaram um ataque coordenado contra a sede do governo do distrito de Khwaja Omari entre 2h00 e 5h30 da manhã, no horário local. Ele informou que entre os mortos está o governador do distrito, Ali Doms Shams, e policiais. Dezenas de pessoas do Serviço Nacional de Inteligência (NDS) ficaram feridas.

O vice-comandante de polícia de Ghazni, Ramazan Ali Mohsini, mencionou 13 mortos: o governador do distrito, sete policiais e cinco NDS. “Os talibãs utilizaram uma escada para entrar no edifício e iniciar o ataque”, afirmou, antes de destacar que a sede do governo foi incendiada.

O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, reivindicou o ataque e disse que “mais de 20 policiais foram assassinados e muitos ficaram feridos”. “Perdemos três mujahedines no ataque, outros quatro foram feridos”, afirmou.

Por telefone, Mujahid afirmou à Associated Press que todos os postos de segurança do distrito estavam sob controle Talibã. Segundo informou a agência, o grupo colocou minas para prevenir que forças do governo ajudassem.

A província de Ghazni, como todo o sudeste do Afeganistão, é uma região com forte presença talibã, reforçada pela relativa proximidade do Paquistão e suas zonas tribais, onde segundo o governo de Cabul os insurgentes encontram refúgio, o que Islamabad nega.

(Com AFP)