Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aeroporto de Amsterdã é evacuado após alerta de ‘situação suspeita’

O aeroporto Schiphol de Amsterdã foi evacuado parcialmente durante quatro horas na noite desta terça-feira, após um alerta e à prisão de um suspeito, informou a polícia holandesa. “Um homem foi detido na praça situada diante da entrada principal da área comercial do aeroporto”, disse o porta-voz da polícia militar, Alfred Ellwanger, acrescentando que “especialistas em explosivos” revistaram a bagagem do detido.

O alerta foi acionado após a polícia receber um telefonema sobre uma “situação suspeita”, por volta das 21h30 (16h30). Segundo outra porta-voz, Danielle Timmer, “a polícia evacuou parte da área comercial do aeroporto e o vizinho hotel Sheraton…”.

Imagens da TV holandesa mostraram policiais fortemente armados na zona do aeroporto, que se encontra em alerta desde os ataques de 22 de março, em Bruxelas.

Ainda não se sabe o que está por trás do alerta, já que o esquadrão antibombas não encontrou nada suspeito na bagagem do homem suspeito. A investigação prossegue, segundo a polícia, que não revelou a identidade do suspeito.

Leia também:

FBI informou Holanda sobre irmãos Bakraoui uma semana antes dos atentados

Holanda prende francês suspeito de preparar atentado

Nenhum voo foi afetado e os trens chegavam normalmente à estação subterrânea do aeroporto, acrescentou Ellwanger. A conta do aeroporto no Twitter informou que “o tráfico aéreo não foi afetado” e que “todas as zonas” do terminal “estão acessíveis novamente”.

Schiphol, situado a 16 km de Amsterdã, a capital holandesa, é um dos aeroportos de maior movimento da Europa, com cerca de 50 milhões de passageiros ao ano.

Após os ataques em Bruxelas, que deixaram 32 mortos no mês passado, o governo holandês aumentou a segurança nas estações e aeroportos do país, além de reforçar o controle na fronteira com a Bélgica.

A polícia holandesa anunciou, no início de abril, ter descoberto 45 quilos de munições em uma residência de Rotterdam, onde um francês de 32 anos, Anis Bahri, suspeito de preparar um atentado, foi detido no final de março a pedido das autoridades francesas.

O aeroporto foi declarado seguro novamente por volta de 01h30 (20h30 Brasília).

(Com AFP)