Clique e assine com até 92% de desconto

Advogados de suposto informante do WikiLeaks pedem redução de acusações

Por Saul Loeb 22 dez 2011, 13h35

Os advogados do soldado americano Bradley Manning, suspeito de vazar informações confidenciais para o WikiLeaks, pediram a redução das acusações contra o militar no final de uma audiência para determinar se ele será levado à corte marcial.

O pedido da defesa foi feito durante o fechamento da audiência que durou sete dias. Manning, de 24 anos, pode ser condenado à prisão perpétua, caso seja considerado culpado em ajudar o inimigo.

Manning é acusado de entregar ao site WikiLeaks relatórios militares americanos sobre o Iraque e o Afeganistão, segredos do Departamento de Estado, avaliações de presos em Guantánamo e vídeos de ataques aéreos dos EUA.

Os investigadores do Exército disseram que encontraram nos computadores e em outros dispositivos de Manning informações de contato, bem como registros de chats on-line com o fundador do Wikileaks, Julian Assange, e impressões digitais incriminatórias.

Continua após a publicidade
Publicidade