Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Adriano é acusado de balear acidentalmente jovem que estava em seu carro

Por Da Redação
24 dez 2011, 13h00

Rio de Janeiro, 24 dez (EFE).- O atacante Adriano, jogador do Corinthians, está sendo acusado de ter disparado acidentalmente contra a jovem Adriene Cyrilo Pinto, de 20 anos, a qual levou um tiro na mão esquerda dentro do carro do atleta logo após deixarem uma boate na Barra da Tijuca às 6h da manhã deste sábado.

A jovem, que sofreu uma fratura exposta na mão esquerda como consequência do disparo, deverá ser submetida a uma cirurgia no próximo domingo, apontou a Polícia Militar.

Segundo o tenente Reinaldo Tomás da Silva, do 31º Batalhão, os primeiros relatos de algumas testemunhas apontam que Adriano estava com quatro mulheres e um segurança, o tenente da reserva da Polícia Militar Júlio César de Oliveira, quando o confuso incidente ocorreu. A arma, uma pistola calibre ponto 40, pertence ao próprio policial aposentado.

Viviane de Fraga, uma das amigas da vítima que estava dentro do carro, foi escutada pela Polícia, que também deverá ouvir as demais pessoas envolvidas no incidente, incluído o próprio atacante Adriano. Até o momento, o jogador não se manifestou.

Continua após a publicidade

O Hospital Barra D’Or, através de sua assessoria de imprensa, indicou que a mulher encontra em estado estável. Depois de ser atendida na emergência do hospital, ela foi submetida a uma série de exames e passará por uma cirurgia na manhã deste domingo.

O atacante Adriano, campeão brasileiro pelo Corinthians, já foi envolvido em outros casos controversos. Em 2009, ele teve que explicar porque uma moto de sua propriedade estava registrada no nome da mãe do chefe do tráfico do Morro da Chatuba, na Penha.

No mesmo ano, Adriano também arrumou uma grande confusão na saída de um baile funk. Na ocasião, o atacante travou uma verdadeira briga com sua então namorada Joana Machado, vencedora da quarta temporada do reality show A Fazenda, da Record.

Continua após a publicidade

O ex-jogador da Inter de Milão também apareceu em fotos divulgadas na internet segurando um suposto fuzil, o qual alegou ser uma arma de brinquedo.

No começo deste ano, o jogador, que passou a maior parte da temporada se recuperando de uma lesão e fora dos gramados, se negou a realizar o exame do bafômetro em uma blitz da polícia e teve sua carteira de motorista suspensa.

O Corinthians, por sua vez, já manifestou que só se pronunciará depois de escutar o jogador. O clube também já disponibilizou toda a assessoria jurídica ao atleta. EFE

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.