Clique e assine a partir de 9,90/mês

Acapulco tem novo dia de violência, com 10 assassinatos

Por Pedro Pardo - 2 jun 2012, 21h51

A cidade turística de Acapulco, no Pacífico mexicano, viveu neste sábado mais um dia de violência, com 10 assassinatos, em um dos quais uma vítima foi decapitada, informou uma fonte da promotoria do estado de Guerrero.

Segundo a fonte, que pediu para não ser identificada, pouco depois das 4h locais foram encontrados quatro corpos com marcas de tiro, dentro de um carro abandonado na saída da localidade, a 400km da Cidade do México.

Duas horas depois, outros dois corpos com marcas de tiros foram encontrados perto de um posto de gasolina.

Mais tarde, um taxista morreu em uma troca de tiros entre policiais federais e pistoleiros que circulavam em um carro, sendo que quatro deles foram presos.

Por volta das 9h locais, outra pessoa foi executada a tiros, e, à tarde, uma cabeça humana foi abandonada em uma avenida movimentada, enquanto a polícia encontrava, em outro ponto da cidade, um corpo semienterrado.

Acapulco tornou-se uma das cidades mais afetadas pela onda de violência no México, que já fez mais de 50 mil vítimas desde dezembro de 2006, quando o governo lançou uma ampla ofensiva contra o narcotráfico, com a participação do Exército.

Continua após a publicidade
Publicidade