Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

‘Acampamento mais sujo que eu já vi’, diz alpinista sobre Everest

Alpinista nepalês afirmou que há mais de uma tonelada de resíduos

Por Da Redação
Atualizado em 31 Maio 2023, 18h11 - Publicado em 31 Maio 2023, 18h11

O alpinista nepalês conhecido como Tenzi Sherpa denunciou nesta terça-feira que o Monte Everest, a montanha mais alta do mundo, está cheio de lixo, com barracas abandonadas, garrafas de oxigênio vazias, sapatos e até colheres. Segundo Sherpa, a base do acampamento localizado na montanha era o “mais sujo que já vi”.

View this post on Instagram

A post shared by Tenzi Sherpa (@tenzi_sherpa1999)

Em uma entrevista à agência de notícias Reuters, o alpinista afirmou que ele e sua equipe tentaram limpar a área. No entanto, foi impossível concluir o trabalho por conta da quantidade de lixo que passava de “uma tonelada”.

Neste ano, para manter as cordilheiras limpas, as autoridades chegaram a coletar 13 toneladas de lixo do Everest e áreas próximas. Porém, segundo o alpinista, a coleta não foi suficiente, pois milhares de grupos de turistas que sobem com empresas de viagens não recolhem seus resíduos propriamente.

Continua após a publicidade

No Nepal, o alpinismo gera grandes receitas. Entre março e maio, o número de licenças para escalar a montanha mais alta do mundo bateu recorde: foram ao todo 478 permissões no valor de 10 mil euros cada.

Porém, devido às mudanças climáticas e às quantidades de resíduos acumulados já há anos, há uma preocupação crescente com a deterioração das condições no Everest. Para frear a deterioração da montanha, por exemplo, a China reduziu o número de alpinistas em um terço em 2019 .

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.