Clique e assine a partir de 9,90/mês

Abu Hamza vai apelar contra sua extradição para os EUA

Terrorista quer recorrer da decisão do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

Por Da Redação - 9 jul 2012, 13h58

O clérigo Abu Hamza, terrorista islâmico que teve sua extradição para os Estados Unidos recentemente autorizada pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, vai apelar para a Grande Câmara do tribunal contra essa decisão. Em 10 de abril, foi anunciada a extradição de Hamza e de outros cinco terroristas islâmicos presos na Grã-Bretanha.

À ocasião, a ministra britânica do Interior, Theresa Mai, disse que o seu país tentaria entregar o clérigo aos EUA o quanto antes. Porém, o apelo de Hamza, feito 24 horas antes de um prazo estipulado para o caso, adiará a decisão do tribunal, que agora precisará ouvir novas argumentações dos seus advogados.

Com sede em Estrasburgo, o tribunal considerou em abril que não existia violação de direitos pelo fato de a Grã-Bretanha aceitar a reivindicação de extradição, o que tanto Hamza quanto os outros detidos alegavam para evitar seu envio aos EUA. Todos eles são acusados de cometer atos terroristas em território americano.

Hamza enfrenta nos EUA 11 acusações, entre elas uma por sua participação no sequestro de 16 turistas ocidentais no Iêmen em 1998, que acabou com a morte de quatro reféns. Ele também é acusado de apoiar a jihad violenta no Afeganistão em 2001 e conspirar para criar um campo de treinamento de jihadistas em Oregon, nos EUA, entre junho de 2000 e dezembro de 2001.

Publicidade