Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

300.000 querem trabalhar para Obama

Por Da Redação 22 dez 2008, 14h49

Mais de 300.000 pessoas já enviaram seus currículos para trabalhar na Casa Branca durante o mandato do presidente eleito Barack Obama. O número é quase sete vezes superior ao registrado em 2000, no período de transição que antecedeu à gestão de George W. Bush, quando foram enviados 44.000 currículos.

As vagas serão oferecidas depois da posse de Obama, em 20 de janeiro de 2009. A equipe de transição do democrata designou 50 funcionários somente para classificar os currículos recebidos pelo site de Obama em um sistema de computador. De acordo com a equipe de transição, os candidatos serão avaliados pelo tempo de experiência e qualificação profissional.

Mas a esmagadora maioria dos aspirantes a funcionários de Obama terão de se contentar em apenas assistir à administração do novo presidente. Isso porque somente 8.000 vagas serão abertas.

O recorde anterior de candidatos foi registrado em 1993, às vésperas da primeiro mandato de Bill Clinton. Na ocasião, 100.000 pessoas enviaram seus currículos para a equipe de transição do democrata.

Segundo a CNN, nas empresas prestadoras de serviço do governo americano também aumentou a procura por vagas. “Temos recebido currículos de executivos de alto nível interessados em trabalhar em projetos relacionados à nova administração”, contou Scott Kirk, recrutador de uma prestadora de serviços da Geórgia.

Continua após a publicidade
Publicidade