Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

14 africanos morrem num barco

Com Agência France-Presse

Catorze emigrantes da África subsaariana, incluindo nove crianças, morreram em um barco que seguia para o sul da Espanha, informou nesta quinta-feira a Rádio Nacional de Espanha. Segundo a emissora, uma patrulha marítima da polícia abordou o barco durante a noite, ao largo da província de Almería, no sul do país, encontrando 35 sobreviventes a bordo, entre eles três mulheres grávidas.

Os sobreviventes informaram que outros 14 emigrantes morreram durante a viagem, incluindo nove crianças, com entre 12 meses e quatro anos, revelou a rádio. A polícia está interrogando os sobreviventes para saber o que houve com os corpos das vítimas, mas tudo indica que foram lançados ao mar.

No total, 921 imigrantes ilegais morreram em 2007 tentando chegar à Espanha, segundo a APDH-A, uma organização de defesa dos direitos humanos com sede na Andaluzia. Deste total, 629 procediam da África subsaariana, 287 do Maghreb e cinco da Ásia.

Zapatero – O presidente do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero classificou de “tragédia insuportável para o espírito humano” a morte dos clandestinos africanos. “Estamos em uma situação alarmante. Ou ajudamos a África a lutar contra a extrema pobreza, ou nosso estado de solidariedade, nosso estado social estará em perigo.”