Clique e assine com até 92% de desconto

11 de Setembro: um minuto de silêncio observado nos aeroportos de Roma

Por Giuseppe Cacace 11 set 2011, 11h48

Um minuto de silêncio foi observado neste domingo nos aeroportos de Roma, em homenagem às vítimas do 11 de Setembro nos Estados Unidos, no momento em que um avião atingia a primeira torre do World Trade Center, em Nova York.

Vários anúncios haviam sido feitos antes por alto-falantes nos aeroports de Fiumicino e Ciampino e às 14H46 (09H46 de Brasília), funcionários e passageiros pararam, em sinal de respeito.

Em Roma, o prefeito Gianni Alemanno e o embaixador dos Estados Unidos na Itália, David Thorne, foram juntos à missa e depositaram um ramo de louro diante do monumento dedicado às vítimas dos ataques de Nova York e Washington. Thorne declarou-se “eternamente grato” pela “solidariedade demonstrada pelos italianos, no dia trágico”.

Cerimônias semelhantes foram organizadas em várias cidades da Itália. Em Milão, o presidente da empresa Franklin Templeton, Sergio Albarelli, com a voz embargada, disse ter perdido 87 colegas na tragédia. Em Bologna, a solenidade foi cercada de uma emoção particular – a cidade esteve mergulhada na violência, durante “os anos de chumbo” por um atentado que fez 87 mortos e 177 feridos, no dia 2 de agosto de 1980.

O chefe do governo Silvio Berlusconi endereçou uma carta ao presidente Barack Obama para “renovar seus sentimentos de proximidade, de amizade e solidariedade para com o povo dos Estados Unidos”.

Continua após a publicidade
Publicidade