Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Sylvia Guimarães vence o Prêmio Veja-se na categoria Cultura

A educadora dirige uma organização que distribui livros e incentiva a leitura em comunidades da Amazônia

Por Da redação Atualizado em 10 dez 2018, 09h19 - Publicado em 12 dez 2017, 21h32

Em cerimônia realizada na noite desta terça-feira no Teatro Santander, em São Paulo, o Prêmio Veja-se reconheceu a educadora Sylvia Guimarães como um ‘espelho do país que queremos’. Ela disputou a vitória na categoria Cultura com Gaudêncio Fidelis, o curador da exposição Queermuseu, e Silvio Frota, empresário que mantém um museu dedicado à fotografia em Fortaleza. O evento contou com o patrocínio da Vivara, da Petrobras, da Água Mineral Ama e da Guardian Glass.

“É um trabalho de formiguinha, e as mudanças têm de começar um dia. O que teria acontecido se há 200 anos os paulistanos tivessem decidido que ter rios limpos é prioridade? O que vai acontecer se a gente decidir hoje que todas as crianças do Brasil merecem ser inundadas de cultura?”, discursou Sylvia após subir ao palco e receber o prêmio das mãos do curador Marcello Dantas e da cantora Claudia Leitte. 

https://www.youtube.com/watch?v=43h71vILgUU

  • Sobre a trajetória

    Sylvia é criadora da Associação Vaga Lume, projeto que se estende por 23 municípios da Amazônia para incentivar o hábito da leitura nas crianças. Com o auxílio de governos locais e voluntários, a educadora cria e mantém bibliotecas com acervo infantojuvenil e ministra cursos para a população.

    https://www.youtube.com/watch?v=y2Y7Vs5ek4Q

    “Existem pessoas que conheci no início do projeto que hoje cursam letras e pedagogia. É bom perceber que fizemos diferença na vida delas”, diz Sylvia. Em alguns casos, essa percepção se dá de maneira engraçada. Um dia, um dos voluntários da Associação Vaga Lume foi abordado por uma menina num quilombo do Maranhão que lhe perguntou a respeito de um dos personagens mais lendários da literatura mundial. “Ela olhou para o rapaz e disse: ‘Por acaso você conhece Dom Quixote? Porque eu conheço’.”

    Continua após a publicidade
    Publicidade