Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

VEJA COMER & BEBER: Vitrine da Cerveja tem os melhores rótulos de Salvador

O sucesso da casa derivada de um e-commerce é a prova de que as artesanais estão em alta na capital

As voltas que a vida dá. Numa época, você tem o hábito de se aboletar num boteco ao lado de um engradado e só ir embora depois de completá-lo com garrafas vazias, de cerveja pilsen. Em outra, encerra os trabalhos no terceiro chope e idolatra estilos amargos como stout e india pale ale. Nem uma década se passou entre uma época e outra, mas, se você vivenciou as duas, como o baiano Claiton Santos, a mais antiga parece que foi em outra vida. As primeiras artesanais ele provou na fábrica da Baden Baden, em Campos do Jordão (SP), em 2012, durante uma viagem organizada para afogar as mágoas — Santos acabara de perder o emprego de gerente de vendas de uma empreiteira. Voltou para casa, em Salvador, aficionado da red ale da cervejaria. Foi a dificuldade em encontrá-la na cidade, assim como a maioria das artesanais, que lhe deu a ideia da Vitrine da Cerveja. Inicialmente uma loja e-commerce, o bar ocupa a sobreloja de um supermercado e oferece cerca de 280 rótulos, 80% deles nacionais. Para quem procura sabores locais, o dono indica a IPA da cervejaria 2 de Julho, de Lauro de Freitas (R$ 25,90, 500 mililitros), e a Vodoo, do mesmo estilo, produzida pela Sertões, de Feira de Santana (R$ 23,90, 500 mililitros). As campeãs em dias quentes vêm de São Paulo: a juicy IPA Green Force #7, da Croma (R$ 39,90, 473 mililitros), e a double IPA Citra Lover, da Dogma (R$ 38,90, 473 mililitros). Um dos chopes que costumam ser engatados nas sete torneiras afixadas na parede é o Poncho, stout da gaúcha Vintage Craft Beer (R$ 10,00, 330 mililitros). As opções para mastigar ainda se resumem a salsicha alemã com dois tipos de mostarda e pão (R$ 25,00) e petiscos do gênero. Alameda Benevento, 245, loja 101, Parque Júlio César, Pituba,2137-0669 (40 lugares). 9h/21h (seg. 14h/19h; sex. até 23h; fecha dom.). Aberto em 2013.

2º lugar – Rhoncus Pub & Beer Store

Um dos pioneiros no mercado de cervejas artesanais da capital, o bar inaugurou em junho uma ampla filial no Caminho das Árvores. A carta dessas bebidas destaca rótulos da casa, produzidos no Rio Grande do Sul. Um deles é o da imperial IPA Rhoncus Loco (R$ 29,00, 500 mililitros), que harmoniza bem com a picanha servida com duas guarnições à escolha (R$ 52,00). Rua Oswaldo Cruz, 122, Rio Vermelho, ☎ 99372-6738 (180 lugares). 20h/3h (fecha de dom. a qua.); Alameda das Algarobas, 76, Caminho das Árvores,99372-6738 (214 lugares). 18h/0h (sex. e sáb também almoço a partir das 12h; dom. 12h/18h; fecha seg.). Aberto em 2014.

3º lugar – Proa Salvador

O bar da cervejaria de Lauro de Freitas é equipado com dezesseis torneiras e oferece diariamente catorze rótulos próprios, além de dois convidados. A queridinha dos clientes é a american IPA (R$ 12,00, 300 mililitros), que é bem aromática e lembra frutas amarelas. Para aplacar a fome, a oferta de petiscos inclui salsicha alemã fatiada (R$ 28,00, 200 gramas) e empanadas (R$ 22,00, três unidades). Rua das Hortênsias, 288, Pituba,99226-6850 (73 lugares). 17h/23h (sex. e sáb. 16h/1h30; dom. 16h/22h). Aberto em 2019.

Quer conhecer todos os campeões de VEJA COMER & BEBER? Clique aqui.