Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

VEJA COMER & BEBER BH 2019: Madero faz os melhores hambúrgueres

Os discos de carne que fizeram a fama da rede vêm de uma cozinha central, que fica no Paraná, e são assados na grelha a gás

A bem-sucedida rede do paranaense Junior Durski teve início em 2005 em Curitiba e hoje está presente em todas as regiões do país, com um conglomerado que ultrapassa 200 estabelecimentos e agrega cinco marcas — só de Madero Steak House, há setenta endereços, dois deles na capital mineira. Boa parte do sucesso aqui se deve ao hambúrguer premiado nesta edição. Todos os meses, sua cozinha central, em Ponta Grossa (PR), produz mais de 2 milhões de discos de carne. Os que chegam a Belo Horizonte são grelhados no charbroiler, uma grelha a gás, e empregados na montagem de sanduíches que levam, além do bifão de 180 gramas, cheddar, alface, tomate e maionese artesanal. A pedida vai à mesa ao lado de batata frita por R$ 39,00 ou R$ 48,00 na versão super, com dois discos. Se acrescido de bacon, o sanduíche sai por R$ 45,00 e R$ 54,00, respectivamente. Também dá para optar pelo hambúrguer feito com carne de cordeiro (R$ 49,00 com os mesmos complementos e R$ 55,00 com a adição de bacon) ou pela versão vegetariana, à base de quinoa, aveia e vegetais (R$ 39,00 no combo com batata frita). Para abrir o apetite, a porção de coxinhas (R$ 17,00, com dez unidades) vai bem ao lado do chope de 350 mililitros (R$ 11,00 o Amstel e R$ 12,00 o Heineken) em caneca congelada. Na capital mineira, o grupo tem ainda duas unidades da versão Container, mais informal e focada em combos, e o recém-inaugurado Jeronimo, dedicado ao smash burger. Shopping Cidade,2535-5519 (156 lugares). 11h45/22h30 (sex. e sáb. até 23h; 1dom. e feriados até 22h). Mais dois endereços. Aberto em 2017.

2º lugar: Duke’n’Duke

Inspirada no universo do jazz, a hamburgueria presta tributo ao compositor e pianista Duke Ellington e o cardápio tem referências a outros grandes nomes da música. Campeão de pedidos, o sanduíche batizado de chubby (checker) reúne hambúrguer de 180 gramas de picanha, queijo estepe, maionese de ervas, cebola-roxa, alface e bacon com mel e canela (R$ 47,50). Outro hit homenageia Elis Regina: um lanche no pão australiano com disco de 180 gramas de picanha, pimenta jalapeño, bacon, queijo estepe, maionese de ervas e alface (R$ 41,00). Rua Alagoas, 1470, Savassi, ☎ 3264-9857 (32 lugares). 11h30/14h30 e 18h/0h (sex. e sáb. 12h/2h; dom. 12h/0h; fecha seg.). Avenida Augusto de Lima, 245, centro,3567-7570 (64 lugares). 11h30/14h30 e 18h/0h (sex. e sáb. 12h/2h; dom. 12h/0h; fecha seg.). Mais dois endereços. Aberto em 2010.

3º lugar: Bullguer

A rede paulistana especializada em smash burger aterrissou na região central da capital mineira no fim de 2018. O disco de 100 gramas preparado com carne black angus sai da chapa ainda suculento para rechear lanches como o campeão de vendas lumberjack, acrescido de queijo, bacon, picles e molho (R$ 22,00). Outro carro-chefe é o stencil que, além do hambúrguer, leva queijo, cebola-roxa, tomate, alface e molho (R$ 20,00). Para acompanhar, tem batata frita temperada com páprica (R$ 9,00). Rua dos Guajajaras, 847, centro, ☎ 3204-8095 (55 lugares). 11h30/0h. Aberto em 2018.