Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Larribar prepara os melhores drinques de Salvador

Com o segundo prêmio de VEJA COMER & BEBER nas mãos, o bar de coquetéis aposta em receitas mais inventivas

Lançada em junho, quando o bar completou dois anos, a carta de drinques espelha a maturidade do endereço e a confiança na cultura da coquetelaria em Salvador. “No início, tinha certo receio de fugir dos clássicos e ser rejeitado pela clientela local”, conta Gabriel Guerra, o dono, que atua como head bartender. “Agora me sinto à vontade para ser inventivo, embora ainda considere meu balcão uma escola para quem está começando a tomar coquetéis.” Da carta atual, dezenove receitas levam a assinatura dele. A mais chamativa junta rum Kraken Black Spiced, limão, aipo e bitters aromáticos (R$ 30,00). O nome, release the kraken, é explicado pela garrafinha de vidro na qual o coquetel é despejado e Gabriel queima, com a ajuda de uma pinça, um bastão de canela — a tampa mantém a fumaça presa. Outra boa novidade, o coquetel mr. tangerine man combina gim Tanqueray London Dry, limão, infusão de cravo e licor artesanal de tangerina (R$ 27,00). As sete variações do gim-tônica continuam a vender como água, principalmente a chamada frutitas, união de gim Bombay Sapphire, amora, limão-siciliano e chá de frutas vermelhas (R$ 28,00). O sucesso do LarriBar, derivado do restaurante Larriquerrí, da mãe do proprietário e localizado na mesma rua, faz com que as quinze banquetas estejam todas ocupadas cada vez mais cedo. O jeito é encontrar um espacinho para bebericar de pé — a meia-luz, o acanhado endereço é praticamente todo tomado pelo balcão de cimento. Para driblar a fome, a cozinha expede acepipes como ceviche de abacate com chips de coco (R$ 25,00) e trouxinhas de carpaccio com recheio de queijo branco e cobertura de pesto e parmesão (R$ 13,00, duas unidades). Praça Alexandre Fernandes, 160, Garcia,3263-5632 (15 lugares). 18h30/0h30 (sex. e sáb. até 1h; fecha dom. a ter.). Aberto em 2017.

2º lugar – Blue Praia Bar

O forte deste bar, encravado nas pedras que dão acesso à badalada Praia do Buracão, são os drinques como o bali, feito com gim, água tônica, Angostura, alecrim e canela (R$ 23,90). Entre um brinde e outro, dá para provar o camarão empanado na tapioca (R$ 36,90, seis unidades). Rua Barro Vermelho, 310, Praia do Buracão, Rio Vermelho,3034-3054 (120 lugares). 10h/18h (sex. e sáb. até 23h). Aberto em 2014.

3º lugar – Chupito

As mais de quarenta opções etílicas incluem chupitos, os aperitivos servidos em copos de dose, com cerca de 60 mililitros. As bebidas estão divididas em categorias — entre os drinques fracos, o mais popular é o número 1, feito com Aperol, espumante e laranja (R$ 6,00). Já no rol dos fortes, o mais solicitado é o número 22, uma mescla de licor de café, Baileys e uísque (R$ 12,00). Rua da Paciência, 68, Rio Vermelho,99125-3958 (80 lugares). 20h/2h (sex. e sáb. até 3h30; dom. até 1h; fecha seg. e ter.). Aberto em 2016.

Quer conhecer todos os campeões de VEJA COMER & BEBER? Clique aqui.