Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Casa Bonomi é eleita a melhor padaria por VEJA COMER & BEBER BH 2019

As fornadas resultam nos mais diferentes pães: cascudos, macios ou de massa folhada

Há cerca de duas décadas, a produção artesanal de pães ainda não tinha virado a febre que é atualmente. Mas Paula Bonomi decidiu investir na ideia e, inspirada em referências internacionais, abriu esta padaria, instalada em um charmoso casarão de 1902. Ex-bailarina do Grupo Corpo, proprietária do estabelecimento e padeira, Paula segue pondo a mão na massa — às vezes, a partir das 4 da manhã — e, com a mesma disciplina que dedicou à carreira nos palcos, ela pesquisa, testa e desenvolve receitas para o cardápio. Tudo começou com o filão italiano (R$ 31,00 o quilo) e a ciabatta (R$ 45,00); hoje, a vitrine impressiona pela variedade. Os croissants (R$ 8,50 a unidade), feitos com manteiga francesa, são queridinhos da clientela, assim como o pão de centeio, nozes e passas (R$ 80,00 o quilo), este fermentado naturalmente. A cada dia da semana surge uma sugestão: quarta-feira tem o pão brasil, que demora 48 horas para ficar pronto e leva farinhas integral, branca e de centeio mais castanha-do-pará inteira (R$ 70,00 o quilo). Quem quiser comer ali encontrará um apetitoso menu com alguns pratos, sanduíches e itens de café da manhã servidos o dia todo. O coddled egg, por exemplo, é um ovo poché no creme de leite com torrada de brioche (R$ 22,00). Para acompanhar, vai bem o café coado (R$ 8,00, com o grão da casa). Aos sábados, domingos e feriados, o programa fica ainda mais gostoso, já que dá para comer ao ar livre, acomodando-se nas mesas dispostas na praça que abriga a padaria. Avenida Afonso Pena, 2600, Savassi, ☎ 99206-2772 e 3261-8334 (32 lugares). 7h/21h (dom. 8h/20h; fecha seg.). Aberto em 1997.

2º lugar: Du Pain

Uma das 400 lojas do Mercado Central, a padaria comandada pelo casal Raquel Brandão e Ronaldo Souza consome todo mês uma tonelada de farinha de trigo francesa. Orgânico, o ingrediente é base para o preparo da baguete feita com queijo gruyère (R$ 18,00). Não podem faltar o croissant tradicional (R$ 6,00) — são vendidas diariamente 500 unidades do folhado — e o bolo de milho cremoso e molhadinho, que leva coco na receita (R$ 24,00, inteiro). Mercado Central,3267-9740. 8h/18h (dom. até 13h; fecha seg.). Aberto em 2016.

3º lugar: Bagueteria Francesa

Mesmo instalada no centro, a padaria atrai uma clientela de vários bairros — o estacionamento ajuda quem chega de carro. Na vitrine de pães, se destaca a receita que dá nome à casa, a baguete francesa (R$ 15,80 o quilo), campeã absoluta de vendas, que chega a bater a marca das mil unidades nos sábados de movimento intenso. Elaborado com fermentação natural, o brioche mineiro (R$ 39,90 o quilo) combina a tradição francesa com o sotaque local, já que a massa amanteigada leva cachaça. Avenida Santos Dumont, 201, centro,3879-3822. 6h/19h (fecha dom. e feriados). Aberto em 2014.