Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Zinho não garante permanência de Joel no Flamengo

Por Leonardo Maia

Rio – A diretoria do Flamengo já se decidiu pela demissão do técnico Joel Santana. No entanto, não há consenso quanto ao substituto, o que atrasa o anúncio oficial do rompimento com o atual treinador. A derrota para o Grêmio, domingo, quando a equipe não esboçou reação, reacendeu a chama da crise na Gávea. O diretor de futebol, Zinho, se apresentou para falar com a imprensa sobre a possível saída de Joel, enquanto a presidente Patrícia Amorim pediu licença do cargo até sexta-feira por motivos particulares não divulgados.

Segundo Zinho, existe uma avaliação diária do trabalho de Joel e do desempenho dos jogadores. O executivo garantiu o treinador no posto por enquanto, mas deixou no ar a possibilidade de demissão até o fim da semana. “Joel é o nosso treinador. Garantir permanência, nem a minha eu garanto”, disse Zinho. “Hoje é terça-feira e Joel não está demitido”.

Na reunião habitual das segundas-feiras, Zinho e a cartolagem rubro-negra concordaram que não há como sustentar Joel. Em cinco meses no clube, o veterano técnico acumulou as eliminações no Campeonato Carioca e na Copa Libertadores, devido ao mau desempenho do time.

Joel só não foi demitido ainda porque os dirigentes rubro-negros teriam de pagar seus salários até o fim do ano, num montante de R$ 1,4 milhão. O clube ainda paga Vanderlei Luxemburgo e teria de arcar com os rendimentos do novo técnico.

Muitos nomes circulam pelos corredores da Gávea, como Jorginho, do Kashima Antlers, e Renato Gaúcho, livre. Mas a predileção rubro-negra é por Marcelo Oliveira, do Coritiba. Como o time paranaense está na final da Copa do Brasil, não foi possível iniciar negociações. Por isso, uma corrente entende que vale a pena aguardar o desfecho da competição para investir em Oliveira. O segundo e último jogo da finalíssima está marcado para 11 de julho.

No domingo, o Flamengo recebe o lanterna Atlético-GO, no Engenhão, e apenas uma vitória convincente é capaz de protelar sua demissão, caso Joel ainda se sustente no cargo até lá.