Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Zidane se diz satisfeito com equipe do Real, mas critica punição da Fifa: “Absurda”

Clube está impedido de contratar reforços nas próximas duas janelas para transferências

Novo técnico do Real Madrid, o ex-jogador Zinedine Zidane falou neste sábado pela primeira vez sobre a punição aplicada ao clube, e seu rival Atlético, por irregularidades na contratação de jogadores menores de 18 anos. O treinador francês manifestou sua insatisfação com a sanção aplicada pela Fifa e a considerou “absurda”. A revolta de Zidane foi ainda maior porque entre os jovens considerados irregulares na base do Real pela Fifa, estão os quatro filhos do ex-jogador. “Isso me parece um absurdo porque passei a vida toda em Madri com a família, com meus filhos. Mas acredito que as coisas vão se acertar”, declarou.

Leia também:

Real e Atlético de Madri são proibidos de contratar por um ano

As contratações dos filhos de Zidane pelo Real Madrid foram consideradas irregulares porque trata-se de menores de idade estrangeiros. A Fifa proíbe este tipo de acordo, a não se em casos com atenuantes. O treinador e o clube espanhol acreditam que elas existem neste caso. “O importante é que sabemos o que aconteceu e acreditamos que com o tempo as coisas vão se acertar. Tenho que pensar no futebol e me concentrar na partida de amanhã, mas acreditando que na semana que vem as coisas se acertarão”, disse Zidane, mirando o duelo deste domingo com o Sporting Gijón, pelo Campeonato Espanhol.

A sanção significa que os clubes não poderão registrar novas contratações até julho de 2017 quando a atual janela de transferências se fechar, no fim do mês. Eles podem conseguir revogar a suspensão, dependendo do resultado de sua apelação, assim como fez o Barcelona quando recebeu uma punição semelhante em 2014. “Por enquanto, ainda não falamos com o clube sobre reforços”, disse Zidane em entrevista à imprensa antes do jogo com o Sporting Gijon pelo Campeonato Espanhol, no domingo. “Estou feliz com a equipe que eu tenho”, acrescentou o ex-jogador do Real, que assumiu o cargo neste mês após a demissão de Rafa Benitez.

(Com Estadão Conteúdo e Reuters)