Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Zagueiro se aposenta por causa de bolada na cabeça

O inglês Andy Wilkinson teve que se retirar dos gramados aos 31 anos após ser diagnosticado com um dano cerebral causado pelo impacto que recebeu na têmpora

O zagueiro Andy Wilkinson, do Stoke City, anunciou nesta sexta-feira sua aposentadoria do futebol profissional. Aos 31 anos, Wilkinson pendura as chuteiras por causa de uma concussão sofrida no ano passado após uma forte bolada o atingir na região da têmpora, parte lateral da cabeça, durante uma partida da Copa da Inglaterra contra o Blackburn Rovers.

“Hoje é um dia difícil. Eu não esperava que minha carreira terminasse tão cedo. Eu tinha pretensão de jogar por muito mais tempo o esporte que eu amo. Eu vivi verdadeiramente um sonho e eu tive uma incrível jornada”, escreveu o zagueiro no Twitter. Wilkinson também agradeceu aos fãs e ao clube onde cresceu e pelo qual jogou por quinze anos.

Desde o incidente, o jogador nunca mais atuou. Sintomas como tontura e visão borrada foram sendo percebidos de forma mais frequente ao longo dos treinamentos. Alguns exames foram feitos e o diagnóstico confirmou um dano cerebral causado pela bolada.

“Após mais de um ano da lesão, ainda há muitas coisas acontecendo com meu cérebro, minha visão e meu pescoço, todos os tipos de diferentes sintomas”, afirmou o jogador à Sky Sports. Wilkinson chegou a viajar para os Estados Unidos para consultar especialistas, e todos o aconselharam a parar de jogar.

“Mesmo se amanhã eu acordasse bem e os especialistas dissessem que eu poderia jogar, o risco seria muito alto. Eles falaram que minha noção de profundidade está diferente do que de fato é. Eu preciso treinar novamente meu sistema motor ocular para voltar ao normal”, explicou. O atleta teve seu contrato com o Stoke City encerrado em junho do ano passado, mas o clube fez questão de assinar a renovação para ajudar em seu tratamento.

Post do jogador Andy Wilkinson Post do jogador Andy Wilkinson

Post do jogador Andy Wilkinson (/)

Leia também:

‘Sou como uma mulher, posso fazer várias coisas ao mesmo tempo’, diz Guardiola

Mourinho não baixa a bola: ‘Primeira fase ruim em 15 anos’ ​

Estilo controlador de Guardiola causa incômodo no Bayern, revela revista

(Da redação)