Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Zagueiro diz que punição a Suárez foi excessiva

Mordido por Luis Suárez, italiano Chiellini questionou pena imposta a jogador, afastado da Copa

O zagueiro italiano Chiellini, mordido pelo atacante uruguaio Luis Suárez em partida disputada na quarta-feira, afirmou que a punição aplicada ao adversário foi excessiva. Suárez foi afastado de nove partidas internacionais e banido das atividades de seu clube, o Liverpool, por quatro meses. O uruguaio também teve sua credencial cassada pela Fifa, proibido de frequentar estádios e concentrações. Nesta manhã ele chegou ao Uruguai.

Leia também:

Siga no Instagram: uma seleção de fotos exclusivas em @vejanoinsta

Luis Suárez: o craque das reações intempestivas

Eliminação italiana tem mordida, protestos e demissão

“Mordida” do uruguaio Suárez ganha versões na internet

​Vídeo: Assista à mordida de Suárez

Fifa – Nesta manhã, no Rio de Janeiro, o secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke, justificou a medida e ironizou o comportamento de Luis Suárez: “Acho que ele deveria procurar tratamento”, falou. “Se a mordida acontecesse uma vez poderia ser um incidente, mas já ocorreu em outras”. Ao ser questionado sobre a opinião de Chiellini, que achava a punição excessiva, Valcke afirmou: “O Chiellini é o mesmo jogador que antes havia criticado a Fifa dizendo que não ia fazer nada. Ele agora nos critica porque fizemos”, concluiu.

(Com agência EFE e Estadão Conteúdo)