Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Zagueiro Breno é condenado a 3 anos e 9 meses de prisão na Alemanha

Berlim, 4 jul (EFE).- O zagueiro brasileiro Breno, ex-jogador do Bayern de Munique, foi condenado nesta quarta-feira a três anos e nove meses de prisão por ter ateado fogo intencionalmente em sua casa na Alemanha.

A justiça de Munique declarou em sua sentença que ficou provado que o jogador tinha intenção de atear fogo em sua própria casa e, por isso, ordenou sua prisão imediata. O incidente ocorreu na madrugada do dia 20 de setembro, no exclusivo bairro de Grünewald.

O jogador, que despertava o interesse da Lazio e da Roma caso não fosse condenado à prisão, rompeu seu silêncio pouco antes do fim do processo para pedir clemência aos juízes.

‘Quero me desculpar pelo que ocorreu nessa noite, tanto para o Bayern de Munique como para o proprietário da casa’, disse o jogador que estendeu seu pedido de perdão a sua família e aos próprios filhos. ‘Não fui um bom exemplo. Sou uma pessoa que acredita em Deus e agradeço que tenha protegido a minha família’, completou.

Na hora de anunciar a sentença, o tribunal considerou que o jogador ateou fogo na residência, que ficou inteiramente destruída após o incêndio e acabou sendo demolida, devido à frustração causada por sua lesão no joelho.

Apesar de estar sob o efeito de bebidas alcoólicas no momento do incidente, os juízes alegam que o jogador atuou com premeditação ao decidir incendiar a casa. No momento do incêndio, o jogador estava sozinho no local, já que a família do jogador havia deixado a residência poucas horas antes.

A defesa de Breno pediu sua absolvição e, no caso de uma condenação, que a pena não superasse os dois anos de prisão, uma sentença que o jogador poderia cumprir em liberdade condicional.

‘Ele não tem mais nada além da família e do futebol’, disse o advogado Werner Leiner, que pediu aos juízes ‘uma oportunidade para Breno’, enquanto a promotoria tinha havia solicitado uma pena que poderia chegar até cinco anos e meio de prisão. EFE