Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Wimbledon: Roger Federer fará final com Novak Djokovic

O suíço despachou na semi o escocês Andy Murray por 3 a 0. Se conquistar oitavo título em Londres, Federer se tornará o maior campeão do torneio

Por Da Redação 10 jul 2015, 15h08

Roger Federer está a um passo de se tornar o maior campeão da história de Wimbledon. Nesta sexta-feira, o tenista suíço bateu o escocês Andy Murray por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 7/5 e 6/4 e chegou à decisão do Grand Slam inglês pela décima vez. Assim como no ano passado, seu adversário será o sérvio Novak Djokovic, número 1 do ranking da ATP e atual campeão, que nesta sexta pela manhã eliminou o francês Richard Gasquet.

Leia também:

Djokovic vence Gasquet e chega à final de Wimbledon

Wimbledon: final terá a espanhola Muguruza e Serena Williams

Serena Williams vence irmã Venus e avança

Campeão em 2013, Murray teve o apoio do público e chegou a incomodar Federer, em jogo bastante equilibrado, mas o suíço cresceu nos momentos decisivos e fechou o jogo em sets diretos. “O público ficou um pouco calado. Talvez esperassem que a partida fosse para quatro ou cinco sets. Eu também. Mas joguei muito bem nos momentos cruciais”, afirmou Federer na entrevista após a partida.

Número 2 do mundo, Federer poderá se tornar o único octacampeão de Wimbledon – já venceu sete vezes, assim como americano Pete Sampras e o britânico William Renshaw. Seu retrospecto contra Djokovic é muito equilibrado, mas favorável: venceu 20 vezes e perdeu 19. No ano passado, Djokovic levou a melhor na decisão na grama do All England Lawn Tennis and Croquet Club. A final acontece no domingo, às 10h (de Brasília).

(da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade