Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Willian e Bernard estão na fila – e pouco fizeram até agora

<p>Os dois atletas mais cotados para a vaga de Neymar somam números discretos</p>

Por Giancarlo Lepiani, de Fortaleza Atualizado em 11 jan 2022, 19h48 - Publicado em 6 jul 2014, 11h15

Willian iniciou os preparativos para a Copa em melhor fase, mas depois não chegou a ameaçar Oscar. Ainda assim, teve mais chances de mostrar serviço, entrando em três partidas, contra só duas de Bernard. O caçula do grupo, porém, somou mais minutos jogados

E agora, Willian ou Bernard? O técnico Luiz Felipe Scolari tem outras opções, como uma mudança de esquema tático ou a escalação de um terceiro volante (Paulinho, Ramires ou Hernanes). A substituição mais natural e previsível, no entanto, seria entregar a vaga de Neymar, fora da Copa do Mundo depois de fraturar uma vértebra nesta sexta-feira, contra a Colômbia, em Fortaleza, a um de seus dois jovens reservas para o setor ofensivo. Eles têm algumas características semelhantes às do camisa 10, como a habilidade, a criatividade, a velocidade e o talento para preparar jogadas de gol, principalmente pelos lados do campo. Nenhum dos dois, porém, conseguiu ter papel relevante na campanha brasileira até aqui. Willian, paulista de 25 anos, destro, revelado pelo Corinthians e atualmente no Chelsea, tem mais rodagem internacional e já enfrentou vários integrantes da seleção alemã, a adversária do Brasil na semifinal, na terça-feira, em Belo Horizonte. Bernard, mineiro de 21 anos, destro, surgido no Atlético-MG e hoje no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, antigo clube de Willian, estará em casa no Mineirão, onde já fez uma apresentação muito importante pela seleção, na Copa das Confederações, na semifinal contra o Uruguai.

Leia também:

Perda de Neymar abala a seleção. Mas ela promete reagir

Companheiros de seleção e até rivais dão apoio a Neymar

​Neymar, com vértebra fraturada, não jogará mais na Copa

Continua após a publicidade

Zuñiga, algoz de Neymar: ‘Não tive intenção de machucar’

Continua após a publicidade

Nos treinos durante a Copa, nenhum dos dois chegou a encantar Felipão – Willian iniciou os preparativos em melhor fase, mas depois não chegou a ameaçar a titularidade de Oscar. Ainda assim, teve mais chances de mostrar serviço, entrando em três partidas, contra apenas duas de Bernard. O caçula do grupo, porém, somou mais minutos jogados, 67, contra 40 do concorrente pelo lugar de Neymar. Willian deu menos passes (21 a 25), mas foi mais preciso (90% a 80%). Bernard não deu nenhum chute a gol, enquanto Willian arriscou só uma vez, para fora. Bernard tentou cruzar mais vezes (4 a 2), mas Willian criou mais oportunidades de gol (3 a 2). Tratam-se, de qualquer forma, de números modestos demais para quem enfrentará a encrenca de ocupar o lugar de um jogador com quatro gols marcados no torneio, com nove finalizações, catorze cruzamentos, treze oportunidades criadas, uma assistência e 162 passes distribuídos na Copa. Felipão terá apenas três dois dias para fazer sua escolha – e, a essa altura do Mundial, nenhum dos dois candidatos parece ser capaz de convencer a torcida antes do confronto com os fortíssimos alemães.

Leia também:

Brasil já triunfou (e já desabou) sem o seu grande craque

Agora é com ele: David Luiz espera decidir pela seleção

Neymar deixa o jogo chorando e vai direto para o hospital

Saiba mais sobre a lesão que tirou Neymar da Copa-2014

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade