Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

William ouve apelo de cabeleireiro, porém não se vê no Figueirense

Em um ano que termina triste para o Avaí por conta do rebaixamento á Série B do Brasileirão, William mais uma vez conseguiu ser o destaque. O atacante passou ileso pela baixa produção da equipe ao longo da temporada, e chega em dezembro cotado para se transferir para outros clubes, um deles o rival Figueirense.

No entanto, a identificação que tem com o Leão faz o jogador hesitar em jogar pelo Alvinegro. ‘Vários torcedores já me pediram. Meu cabeleireiro é torcedor do Figueirense e vive perguntando quando que vou jogar lá. Mas eu tenho uma identificação muito grande com o Avaí, com a torcida. Tenho carinho, amor mesmo. O que eu vivi aqui vai ser difícil viver em outro clube, então acho que não conseguiria jogar do outro lado’, declarou.

Apesar de não se ver jogando pelo Figueirense, uma saída do Avaí não está descartada por William. O atacante tem mais dois anos de contrato, mas pode se transferir para outro clube caso não haja uma valorização por parte da diretoria do Leão.

Se optar por permanecer, William vai ter a possibilidade de repetir o feito de 2008, que o consagrou com a camisa do time. Há três anos ele foi o herói da campanha que levou o Avaí à elite do futebol brasileiro. No ano seguinte, o atacante ainda levantou a taça do Campeonato Catarinense e ajudou a manter o Leão na primeira divisão do Nacional.