Clique e assine a partir de 9,90/mês

Wenger lamenta saídas de Nasri e Fabregas do Arsenal

Por Da Redação - 24 ago 2011, 12h23

Arsene Wenger, técnico do Arsenal, está focado para a partida diante da Udinese, nesta quarta-feira, por uma vaga na fase de grupos da Copa dos Campeões. Ainda assim, o treinador dos Gunners ainda lamenta a saída de dois de seus principais jogadores, Cesc Fabregas e Samir Nasri.

De acordo com o comandante do time inglês, a saída de Nasri teve como grande motivo a questão financeira. ‘Nunca coloquei em dúvida o profissionalismo e o compromisso de Nasri. Se fosse preciso ele jogaria contra a Udinese com o mesmo empenho’, analisou Wenger.

‘Agora, é verdade que no mundo do futebol um jogador pode valer muito hoje e em seis meses nada. Pelo que no final somos obrigados a levar em conta as questões de ordem psicológica e financeira’, continuou o treinador.

Além da saída de Nasri, a transferência de Fabregas para o Barcelona, da Espanha, também vem tirando o sono do técnico. ‘Não queríamos que Fabregas saísse, mas fomos forçados a uma situação que não queríamos. Nasri é uma situação diferente, porque o jogador não queria renovar, isto por causa das propostas que já tinha recebido’, encerrou.

Publicidade